O Chile é um país que tem de tudo. Desde montanhas nevadas a praias de areia dourada, a nação andina oferece uma vasta gama de atrativos para todos os gostos. A apenas uma hora e meia de carro de Santiago, fica a região conhecida com Cajón del Maipo, um belíssimo recanto do Chile, onde você poderá respirar o ar puro das montanhas, ver neve de pertinho e aproveitar maravilhas como as famosas piscinas naturais de água quente. Fizemos o passeio independente de um dia até lá, e damos todas as dicas aqui. Confira!

Como ir de Santiago a Cajón del Maipo

Há diversas formas de chegar a Cajón del Maipo, mas, vamos logo adiantando: o carro é, sem dúvidas, a melhor delas. E aí você me pergunta “Porque?”. Por vários motivos, os principais deles sendo a baixa frequência do transporte público, e a liberdade de poder visitar o que quiser, na hora que quiser. No entanto, se você não quiser ter que se preocupar em dirigir por estradas de barro, ou nas montanhas, a excursão guiada em português pode ser uma ótima opção! Com duração total de oito horas, a visita de ônibus cobre todos os principais pontos deste belo recanto do Chile! Visite a página do passeio clicando aqui para obter mais informações.

A distância de Santiago ao Cajón del Maipo é de em torno de 80km, e a viagem dura mais ou menos 2 horas. As estradas são de ótima qualidade, e bem sinalizadas, mas lembre que você tem que passar por algumas partes de terra batida, para poder chegar nos banhos termais.

Alugamos um carro (um Chevrolet Aveo), através da RentalCars a um custo de US$104,00 por dois dias, o que nos economizou o custo do transfer, já que devolvemos o carro no aeroporto. O passeio até Cajon del Maipo envolve algumas estradas de terra batida, que em geral, são bem tranquilas. Se você gosta de um pouco de aventura, pode valer a pena alugar um carro de maior porte, com tração nas 4 rodas. Clique aqui ou use o buscador do lado direito da tela para pesquisar carros de aluguel no Chile com os melhores preços.

Onde ficar: Caso ainda não tenha reservado a sua acomodação em Santiago, uma ótima opção, com bons preços e boa localização é o Altura Suítes. Esta propriedade tem apartamentos independentes modernos, além de ter metrô próximo. Clique aqui para obter mais informações e ver fotos.  Se você prefere os mimos dos serviços de um hotel, clique aqui para conhecer o Hotel Sommelier, que tem uma localização espetacular.

Já em Cajon del Maipo, uma opção com ótimo custo-benefício é o Lodge del Maipo, que tem piscina e até hidromassagem ao ar livre. Clique aqui para ver a página do hotel. 

Se você está se perguntando, não há pedágios de Santiago a Cajón del Maipo, a viagem nas estradas é totalmente grátis. Já com relação à gasolina, você não gastará mais que 20 mil pesos chilenos (em torno de R$120,00, em valores de janeiro de 2016).

Dica: há um ótimo aplicativo que funciona em smartphones, mesmo se você não tiver conexão com a Internet (o que acontece com muita gente viajando pro Chile e que quer evitar custos com roaming). O Here Maps possibilita que você baixe os mapas de um país inteiro enquanto conectado ao wi-fi, para uso offline. Ou seja, você pode usar o seu telefone como um GPS de alta qualidade sem precisar estar conectado. Vale muito a pena. E o melhor: o Here Maps é grátis, você não terá que se preocupar sobre como ir de Santiago a Cajón del Maipo

O que ver em Cajón del Maipo

Ao viajar por Cajon del Maipo, você logo perceberá que a principal via da região, a que leva a todos os parques, termas, restaurantes e atrações, se chama Camino al Volcan. Isto porque há um enorme vulcão lá.

Até chegar à pequena cidade de San Jose del Maipo (que por sinal, não tem muita coisa para ver), ao longo do Camino al Volcan, você encontrará diversos restaurantes, áreas de camping e clubes de lazer. Nós paramos em um destes restaurantes, que ficava logo depois da pequena cidade, chamado Campito. Um ambiente bastante agradável e autêntico, com um terraço com vista para o jardim, e staff simpático e atencioso. A comida era de qualidade, e os preços de faixa média.

 

 

Nós tínhamos como objetivo ver as famosas termas do Chile, mais especificamente as que ficam em Cajón del Maipo: Banos Morales e Termas Colinas, portanto seguimos viagem pelo Camino al Volcan até chegar lá (a partir do restaurante e da cidade San Jose del Maipo, levamos em torno de uma hora e meia para chegar nas primeiras termas).

Durante todo o percurso, você descobrirá que há muito o que ver em Cajón del Maipo, as paisagens são fenomenais! Preste atenção nas placas que indicam ‘Quebradas’, que nada mais são que ‘picos’ onde há algo interessante para ver. Há uma cachoeira belíssima que merece ser conferida, assim como outros pontos onde você não pode deixar de parar para fazer uma foto. Dica: não siga os sinais para El Volcan, que nada mais é que uma cidadezinha que leva nome de vulcão, e não o verdadeiro vulcão que se encontra a várias dezenas de quilômetros de distância.

 

 

Uma outra coisa o que fazer em Cajón del Maipo é visitar o Monumento Natural El Morado, que fica pertinho dos Banos Morales, nossa primeira parada. Trata-se de um parque nacional de extrema beleza natural, de onde você pode admirar de perto um dos cumes dos Andes. É bom lembrar que a entrada só é permitida até as 13hs, portanto, se você quiser aproveitar ao máximo a visita, terá que chegar cedo. A entrada custa 4 mil pesos chilenos, e o portão do parque fica logo ao lado dos Banos Morales, então é possível ver ambos os lugares na mesma visita. Há estacionamento grátis no local. Algo o que ver em Cajón del Maipo que você não pode perder!

 

Termas em Cajon del Maipo

 

Banos Morales

Há dois ‘balneários’ principais de termas em Cajón del Maipo, o Banos Morales e o Termas Colina.

Ao subir as montanhas, o primeiro que você irá encontrar é o Banos Morales, que fica logo próximo do Monumento Natural El Morado, como falamos anteriormente. Apesar de ser famoso pelas propriedades curativas que as suas águas têm, a estrutura do local é bem rústica. Vale a pena conhecer pela experiência, e pelo parque onde fica o monumento natural, mas, se você estiver contando quanto vai gastar, é melhor economizar o seu rico dinheirinho para os Banos Colina, que custam mais caro (8 mil pesos por pessoa), mas, em compensação, oferecem uma experiência e vistas inigualáveis.

A região onde fica os Banos Colina tem algumas lojinhas e mercearias, portanto, se você estiver precisando se abastecer de alguns mantimentos, é bom fazer isto lá, pois no caminho para os Banos Colina não há nada, nem no balneário. O caminho até lá é relativamente simples, e como chegar até o Banos Morales também, basta seguir o Camino al Volcán, e você chegará até o ponto próximo do Monumento Natural El Morado, ambas as atrações são claramente indicadas por placas.

 

 

Banos Colina

Apesar da curta distância dos Banos Morales até os Banos Colina (em torno de 12 quilômetros), o tempo de viagem é longo, e você pode levar até quase uma hora para chegar lá. Isto porque a maior parte da estrada é de terra batida, e em alguns pontos você encontrará poças de água (não é lama, são poças com pedras dentro). Nos aventuramos com um carro de passeio 1.4, e não tivemos grandes problemas, mas se você não tiver experiência ao volante, talvez seja melhor procurar um carro de maior porte, com tração. Não abra mão de um GPS  (ou aplicativo como falamos acima) para descobrir como chegar aos Banos Colina!

O caminho até lá é sensacional, com paisagens dignas de filme. A natureza do lugar é de tirar o fôlego. Prepare a câmera para tirar inúmeras fotos, pois a a trilha passa por entre as montanhas, e também por vários corrégos, e ao longo de um rio. É uma aventura e tanto.

Ao chegar nos Banos Colina, você verá um grande platô, cercado pelos cumes das montanhas. Há apenas uma guarita, com um cancela, onde você deve parar o carro para pagar a entrada, que custa 8 mil pesos por pessoa (um tanto salgado!), mas vale por tempo indefinido. Ou seja, se você quiser acampar e dormir lá, também pode. Como o preço é alto, tente chegar lá o mais cedo possível para aproveitar. Você terá que subir a pé até o lugar onde as piscinas naturais se encontram (nada muito alto), e onde ficam os chuveiros e vestiários – tudo bem simplório, mas não dava pra esperar muito de um lugar tão remoto, no alto das montanhas.

Ao chegar lá em cima, você certamente ficará boquiaberto com a paisagem. As lindas piscinas de águas termais tem uma cor meio azulada, e o solo é um espécie de amarelo dourado, que, com as montanhas nevadas ao fundo, compõem uma paisagem de sonho. Elas são bem quentinhas, e a mais quente de todas é a que fica mais no alto (elas são uma espécie de formação em escadinha). Se tiver bastante tempo, pode também fazer trilhas pelas montanhas que ficam por trás das piscinas, e apreciar a fauna e flora do lugar (é possível ver inúmeros pássaros, cavalos, e muito mais). Algo imperdível que ver em Cajón del Maipo!

Ao terminar a sua visita, procure sair pelo menos uma hora e meia antes do pôr-do-sol, para evitar ter que passar pelas estradas de terra no escuro. Com tantas pedras, você pode acabar furando um pneu (nada disso aconteceu conosco), ou enfiando um carro em um buraco, e nada pior do que passar por uma situação dessas perdido no escuro no alto das montanhas!

O veredito: Cajón del Maipo é um dos lugares de maior beleza natural em toda a América do Sul. Por sua proximidade de Santiago, você não pode deixar de conhecer, principalmente se for passar vários dias na cidade e quiser ver um pouco mais do Chile.